No nosso portfólio de Soluções Automáticas de Detecção de Gás CO (Monóxido de Carbono), estão disponíveis três marcas:

Todas elas provenientes do mesmo fabricante 

O Monóxido de Carbono é um gás levemente inflamável, incolor, inodoro e muito perigoso devido à sua grande toxicidade. No caso de combustões incompletas, pode existir em elevadas concentrações e provocar a chamada explosão do fumo (backdraft).

Manutenção de Sistemas Automáticos de Detecção de Gás

Conforme é do conhecimento geral os Sistemas Automáticos de Detecção de Gás requerem processos de manutenção regulares anuais. Uma das razões destas manutenções, prende-se com o tempo médio de operação entre falhas (MTBF) dos detectores de gás, conforme indicação dada por cada fabricante.

Segundo a indicação fornecida nos manuais, os detectores da UTC Fire & Security, modelo KMD300 devem ser substituídos/recalibrados ao fim de 5 anos.

ANPC – Norma Técnica Nº19 – Soluções Automáticas de Detecção de Gás CO

A detecção do CO deve desencadear um sistema activo de ventilação com caudais de 300 m3/h/veículo para o 1º nível (50 ppm) e 600 m3/h/veículo para o 2º nível (100 ppm) para os estacionamentos de veículos ligeiros. (“ppm” significa “partes por milhão”, isto é, 1 ppm  = 0,0001 %Vol)

Os detectores de CO devem ser instalados a uma altura de 1,5 m do pavimento e distribuídos uniformemente de modo a cobrir áreas inferiores a 400m2 por cada detector.

Estaremos ao inteiro dispor para qualquer questão.

Partilhar!
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin

Privacy Preference Center

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?

Share This